Compromisso social na construção civil

Por Cláudio Cunha

Chegamos a um ponto na conjuntura social no qual as empresas precisam entregar algo além de serviços e produtos. A responsabilidade social tornou-se premissa básica para as instituições que querem promover transformações positivas no mundo e pensam além do capital.

A empresa que se propõe a ser parceira no desenvolvimento da sociedade precisa estar consciente do seu papel social e promover soluções que engajem as pessoas verdadeiramente. Reconhecemos, portanto, o fator humano como essencial nesse processo.

O comprometimento começa com os próprios funcionários das incorporadoras, que também precisam ser impactados pelo poder transformador de iniciativas de cunho social. Um exemplo disso é o projeto Escola Nota 10, que promove a educação nos canteiros de obras.

Através de escolas que contemplam todo o ensino fundamental, inclusão digital e cursos profissionalizantes, o projeto promove a qualificação e autoestima do funcionário. A inciativa busca aumentar o índice de retenção de talentos ao oferecer oportunidades de desenvolvimento pessoal e profissional.

Ainda no propósito de garantir qualificação, outra incorporadora baiana desenvolveu um projeto de capacitação por meio da arte. Chamado de Oficina de Mosaicos,  o projeto levou para os moradores da região a técnica de quebrar a cerâmica e aplicá-la, utilizando os próprios resíduos da obra.

O resultado foram vasos e painéis confeccionados com a técnica de mosaico, itens utilizados na ambientação do próprio empreendimento, além de outros produtos que serviram como impulso inicial para comercialização e consequente empreendedorismo dos agentes envolvidos.

O estímulo ao voluntariado e o comprometimento social têm sido a tônica de ações das empresas associadas da Ademi-BA. Em um dos programas, é realizada a melhoria de uma entidade filantrópica, ONG ou instituição de ensino através da reforma do espaço, com 100% da obra custeada pela empresa.

O programa inclui o projeto da obra até a entrega final, com a participação dos colaboradores da empresa que atuam como voluntários. O mérito está em estimular a consciência solidária entre os funcionários aliado ao impacto positivo sentido na comunidade que recebeu a intervenção.

E todas essas iniciativas estão em consonância com o próprio engajamento da Ademi-BA que, desde 2008, possui o selo de Responsabilidade Social. Entre as ações protagonizadas pela entidade está o Aniversário Solidário, que busca mobilizar as pessoas a convidarem os amigos a, em vez de presentes, doarem um valor em dinheiro que será revertido para quem mais precisa.

Existe ainda o Almoxarifado Virtual, uma ação dentro da Obra Solidária voltada a conscientizar os associados a doarem os materiais excedentes das obras, que receberão um novo destino através das obras solidárias que a Ademi-BA assinar.

O objetivo primaz de projetos de responsabilidade social deve sempre ser promover a autonomia e o protagonismo, aliado a valorização da autoestima das pessoas impactadas. Saber que as mudanças já estão acontecendo nos mostra o vislumbre de um mundo melhor, mais solidário e possível de realizar.

Comments are closed.