Ação da Gerdau não é mais “pechincha”, mas você precisa tê-la em 2020

Money Times

As ações da Gerdau (GGBR4) decolaram 62% nos últimos três meses, estão caras, mas ainda valem a pena, aponta o Credit Suisse em um relatório enviado a clientes nesta quarta-feira (15).

“Não é o momento de realizar lucros, pois acreditamos que estamos apenas no início de um forte ciclo de atividades de construção no Brasil”, explicam os analistas Caio Ribeiro e Gabriel Galvão.

Eles revisaram para cima as projeções para os papéis da siderúrgica para incorporar a elevação no preço do aço longo no Brasil – de 8% a 12% – e a nova projeção para o dólar, que foi de R$ 4,06 a R$ 4,21.

Desta forma, o preço-alvo avançou de R$ 21 para R$ 26. A recomendação de compra é a principal para o Brasil, indica o banco.

“Embora as ações não sejam mais uma ‘pechincha’, pois as negociam a 7 vezes o valor da empresa sobre o Ebitda estimado para 2020 (versus um histórico de 6 a 6,5 vezes), vemos múltiplos em declínio à frente, à medida que projetamos um crescimento significativo dos ganhos alimentado por aumentos de preços, recuperando vendas e benefícios de diluição de custos”, concluem.