Brasil tem 2.915 casos confirmados e 77 mortes por covid-19

Poder 360

Esta 5ª feira (26.mar.2020) marca 1 mês do 1º diagnóstico de covid-19 no Brasil. O país já soma até agora ao menos 2.915 casos e 77 mortes por covid-19, segundo os dados atualizados até as 17h30 desta 5ª pelo Ministério da Saúde. Eis a íntegra (859 KB) da apresentação.

Os Estados de Goiás, Ceará e Santa Catarina registraram suas primeiras mortes nas últimas 24 horas. Com isso, todas as regiões do país já tiveram mortes em decorrência de covid-19.

Houve aumento de quase 20% no número de casos em relação ao mesmo horário do dia anterior. Eis abaixo a progressão do número de diagnósticos e óbitos desde que o coronavírus chegou ao país:

PERSPECTIVAS

O secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo, disse que não é possível estabelecer uma estimativa de casos e mortes para o próximo mês. “Vamos ter 30 dias muito difíceis”, afirmou.

“Provavelmente nós estejamos na fase crítica da pandemia. Nós não vamos começar a reduzir os casos em 30 dias. A previsão do número de casos é muito difícil de fazer. Tem gente fazendo previsão que no final desses 30 dias nós vamos ter 50.000 casos, não sei quantos óbitos… Essas simulações, por enquanto, são muito precoces. Não faremos a previsão de quantos casos teremos em 30 dias nem quantos óbitos. Vamos fazer o possível para ter o menor número possível nesses 30 e nos próximos 60 dias”, afirmou Gabbardo.

Ele acrescentou que a quantidade de diagnósticos depende da transmissibilidade da doença e do número de testes: “Quanto mais testes nós fizermos, maior será o número de casos”.

O governo quer ampliar para 22,9 milhões o número de testes que serão distribuídos para diagnosticar a covid-19. Na semana passada, o número pretendido era de 10 milhões.

Empresas privadas e estatais já anunciaram doações de kits de testagem.

PERFIL DOS PACIENTES

Até o momento, os homens correspondem a 58% dos casos graves de covid-19 no Brasil. Também respondem por 68% dos óbitos. A taxa de mortalidade aumenta a partir dos 60 anos, mas já há casos de mortes de pacientes de 30 a 49 anos no país.

Reprodução/Ministério da Saúde

O secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson de Oliveira, informou que 194 pessoas estão internadas na UTI (unidade de tratamento intensivo) em decorrência da covid-19.

EQUIPAMENTOS E CONTRATAÇÕES

Gabbardo informou que o governo brasileiro comprou 45 milhões de máscaras, das quais cerca de 9 milhões já foram distribuídas. De acordo com o secretário, o ministério abriu licitação para comprar mais 200 milhões de unidades do equipamento.

A partir desta 5ª feira (26.mar), a pasta disponibiliza uma página no seu site oficial detalhando as contratações e aquisições referentes às iniciativas de combate ao novo coronavírus. A página está disponível neste link.

NOVA PLATAFORMA E CANAL NO WHATSAPP

O ministério lançou a nova plataforma de monitoramento da covid-19 no Brasil. Os números são exibidos por região e unidade federativa. O usuário também pode verificar a quantidade acumulada de casos e o número de novos diagnósticos a cada dia. Acesse aqui.

O gráfico mostra a variação de novos casos de covid-19Reprodução/Painel Coronavírus – 26.mar.2020

Oliveira explicou que o sistema permitirá uma atualização mais ágil das informações, com participação mais direta dos entes públicos. “A partir de meia-noite de hoje (26.mar), a gente lança o instrumento de notificação que vai funcionar automaticamente. Ou seja, as unidades de saúde, os municípios, os Estados vão gerenciar seus próprios dados.”

O Ministério da Saúde também criou 1 canal no WhatsApp para divulgar informações. Os interessados só precisam enviar 1 “oi” para o número (61) 9938-0031 por meio do aplicativo.

O canal conta com 1 sistema de mensagens automáticas sobre prevenção, tratamento, isolamento domiciliar e outros assuntos relacionados ao coronavírus.

Ainda na comunicação digital, a pasta disponibilizou o e-mail juntoscontracovid19@saude.gov.br para receber doações de “insumos, materiais e equipamentos para combate ao coronavírus”.